Como armazenar o vinho depois de aberto?

Como armazenar o vinho depois de aberto?

Abrir um bom vinho é considerado quase um momento de terapia para muita gente. Seja acompanhado ou sozinho, eles podem ser sempre uma boa opção.

Mas e quando sobra, você sabe como armazenar o vinho depois de aberto?

Receba nossas novidades


    Se você está lendo este conteúdo provavelmente deve saber que há vinhos que podem ser guardados por muitos anos e se tornam ainda mais interessantes em sabor e aromas.

    No entanto, esse não é o caso dos vinhos depois de aberto.

    Depois de aberto, o vinho passa por um processo de deterioração, uma vez que é exposto ao oxigênio e suas principais características são alteradas.

    Portanto, se você tomou uma tacinha e pretende continuar em outro momento, é importante saber como armazenar o vinho.

    Separamos algumas dicas para te ajudar a aproveitar a sua bebida. Acompanhe!

    É recomendado armazenar o vinho depois de aberto?

    Como armazenar o vinho depois de aberto: armazenamento.

    Algumas pessoas costumam dizer que o vinho é uma bebida a ser compartilhada. Por isso, existe a ideia de que depois de aberta, a garrafa será consumida completamente.

    No entanto, guardar o que sobrou daquela garrafa também não é um problema, desde que o consumidor saiba como armazenar o vinho da maneira correta.

    Isso porque, até mesmo os vinhos de mais qualidade podem sofrer alterações depois de abertos.

    Como armazenar o vinho corretamente?

    Bem como a diversidade de sabores para cada paladar, os vinhos também possuem diferentes formas de serem armazenados depois de abertos, de acordo com cada tipo. Veja:

    • Espumantes: desde que permaneçam vedados com a tampa correta, duram até 2 dias na geladeira;
    • Brancos encorpados (Chardonnay, Sémillon e Marsanne): costumam durar menos que os vinhos leves, já que passam por barricas e são expostos ao oxigênio por mais tempo. Média de 2 a 3 dias;
    • Brancos leves e rosés (Sauvignon Blanc, Pinot Grigio e Riesling): por conta da acidez eles suportam um pouco mais de tempo abertos, mas ainda assim os aromas são reduzidos. Mantenha até 3 dias na geladeira;
    • Tintos leves (Pinot Noir, Merlot e Carménère sem carvalho): por conta da baixa quantidade de taninos, eles duram menos que os encorpados. O recomendado é até 3 dias na geladeira;
    • Tintos encorpados (Cabernet Sauvignon, Malbec, Tannat): os tipos mais consumidos de vinhos duram na geladeira o proporcional à sua quantidade de acidez, álcool e taninos. Por isso, quanto maior a presença desses elementos, mais eles duram depois de abertos. No entanto, o recomendado está entre 3 e 4 dias na geladeira e com tampa;
    • Vinho do Porto: os vinhos fortificados são os que mais duram em conservação na geladeira, devido à adição de álcool vínico. é possível conservá-los até 20 dias na geladeira.

    Outras dicas de como armazenar o vinho sem perder suas características

    Além das recomendações de como armazenar o vinho de acordo com o seu tipo, existem também outras formas de fazer com que eles possam ser aproveitados mesmo depois de passar pela geladeira.

    Usar a mesma rolha

    Como armazenar o vinho depois de aberto: Saca rolhas

    Essa é uma maneira de aumentar a qualidade do vinho pelo tempo em que ele permanece na geladeira.

    Naturalmente ele não fará com que o vinho dure mais, mas ajudará a manter  de forma equilibrada os seus aromas e sabor.

    Bomba a vácuo

    Como armazenar o vinho depois de aberto: Bomba a vácuo

    Essas bombas específicas para ajudar a fechar garrafas, ajudam a minimizar o contato do seu vinho com o ar.

    Para isso, basta colocar a rolha de borracha na boca da garrafa, posicionar o aparelho e jogar o ar para fora.

    Para algumas pessoas esse procedimento pode ser um pouco trabalhoso, mas dependendo da qualidade do vinho, pode valer a pena.

    Armazene o restante em garrafas menores

    Como armazenar o vinho depois de aberto: garrafas de diferentes tamanhos.

    Garrafas de vidro de 375ml ou 175ml podem ajudar a garantir que o vinho tenha menos contato com oxigênio por conta do tamanho do frasco.

    Agora que você já sabe como armazenar o vinho corretamente, que tal aproveitar uma tacinha hoje?!

    Gostou dessas dicas? Veja também como Sabor do vinho: Como a temperatura pode influenciar

    Grazielle GrazielleApreciadora de um bom vinho! Formada em comunicação, nas horas vagas se dedica a entender e apreciar diferentes rótulos.

    Comentários

    Cadastre-se e receba nossas novidades


      Aviso: Nós usamos cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade Eu Aceito

      Como podemos ajudar?

      Por favor, preencha os dados abaixo e em breve entraremos em contato com você.