Adega de vinho: Você realmente precisa?

Adega de vinho: Você realmente precisa?

Qual apreciador nunca sonhou em ter uma adega de vinho em casa? Um cantinho reservado para a bebida é algo considerado até “chique”, mas pode ser mais barato do que se imagina.

Mas a pergunta que vem sempre à cabeça de quem está pesquisando uma adega de vinho é: “será que vale mesmo a pena?”. Com diversas opções, funcionalidades e preços, pode ficar difícil escolher. 

Reunimos aqui dicas importantes e que podem te ajudar a decidir se você realmente precisa ou não de uma adega de vinho climatizada. Confira a seguir!

Motivos para ter uma adega de vinho em casa

Se você está pensando em comprar uma adega climatizada para manter os seus vinhos guardados por longos períodos, saiba que essa pode não ser uma boa escolha.

Uma adega de vinho serve principalmente para preservar bebidas jovens, ou seja, aquelas que serão consumidas em um tempo relativamente curto.

Afinal, ela deixa o vinho na temperatura ideal para que seja consumido.

Por outro lado, se você não tiver um ambiente mais apropriado para guardar o seu vinho de guarda longa, é melhor que mantenha na adega, para ele permanecer preservado ao máximo.

Adega de vinho: Mão de uma mulher tomando vinho branco

Como falamos, há também pontos positivos de ter uma adega de vinho em casa, como por exemplo:

  • Manter os vinhos jovens armazenados corretamente;
  • Tomar o vinho sempre na temperatura certa;
  • Proporciona a experiência de poder comprar e tomar vinhos diferentes;
  • Ajuda a criar um charme no ambiente.

Motivos para NÃO ter uma adega climatizada

Já falamos sobre as vantagens de ter uma adega em casa, e não podemos deixar de dizer que estamos falando especificamente sobre as adegas climatizadas.

E embora ela tenha muitas vantagens, há também algumas desvantagens.

O primeiro ponto a se pensar antes de comprar uma adega de vinho é sobre o seu hábito de consumo. Se você não bebe vinhos com bastante frequência, a aquisição provavelmente não será uma boa escolha.

Afinal, se você só consome a bebida em ocasiões especiais, torna- se mais fácil comprá-la exclusivamente para a harmonização de um prato e consumo imediato.

Adega de vinho: Mulher escolhendo um rótulo

Outro fator que não pode ser ignorado é o custo de uma adega, que pode pesar no bolso de algumas pessoas.

Hoje em dia é possível encontrar opções para 12 garrafas por cerca de R$700, no entanto, as maiores e com mais funções podem chegar a custar por volta de R$5000.

O que observar antes de comprar uma adega de vinho?

Trazendo os pontos positivos e negativos você já deve ter tido uma ideia se a adega de vinho é ou não uma boa compra para a sua casa. Mas, além disso, as dicas a seguir podem te ajudar a escolher uma.

Refrigeração

Os tipos mais comuns de refrigeração em adegas climatizadas são o de compressor e as termoelétricas, e cada aparelho possui uma função ideal de trabalho. 

Adegas com compressor conseguem gelar mais e variar rapidamente a temperatura, sendo normalmente a opção mais indicada aqui no Brasil.

No entanto, se você mora em locais mais frios do país, a melhor opção será a termoelétrica.

Adega de vinho: Climatizada

Ruídos

Assim como as geladeiras, algumas adegas podem ser bastante barulhentas. Dependendo do local onde elas forem colocadas, esse é um ponto importante a ser observado.

Tamanho ideal

Como falamos anteriormente, os tamanhos das adegas podem variar entre 12 e 36 garrafas, e esse fator impactará também no preço delas.

Porém, mais uma vez, o volume de consumo é um ponto importante a ser considerado.

De maneira geral, uma adega de 12 vinhos pode atender bem uma família pequena que consome até 3 garrafas por ocasião.

Assim, você pode armazenar 4 vinhos tintos, 4 brancos, 2 rosés e 2 espumantes, contando com vinhos para todas as ocasiões.

Gostou dessas dicas? Então veja também como armazenar o vinho depois de aberto.

Geovanna Geovanna

Talvez você goste dessas postagens

Comentários

Cadastre-se e receba nossas novidades