Vinho seco: 4 coisas que você precisa saber sobre!

Vinho seco: 4 coisas que você precisa saber sobre!

O vinho seco é uma das bebidas que todas as pessoas devem saborear!

Querido por uns, não tão querido por outros, a verdade é que muitas pessoas têm uma visão distorcida sobre o vinho seco. Isso porque, nem sempre o vinho tinto (feito pela uva roxa) é suave ou de mesa, o que acaba confundindo alguns no momento da apreciação.

De maneira geral, o vinho seco é assim chamado por seu baixo teor de açúcar. Durante seu processo de fermentação as leveduras utilizadas consomem todo o açúcar e o transformam em álcool. Esse processo resulta em uma bebida muito mais refrescante e uma grande opção certeira, sobretudo, para o verão. Porém, com a harmonização certa, a bebida também pode muito bem ser saboreada nas demais estações.

Que tal conhecer mais de perto a bebida e os benefícios que ela tem a trazer para a sua saúde? Vem com a gente descobrir mais detalhes nas próximas linhas!

Sobre a fabricação do vinho seco

O processo de fermentação do vinho é iniciado a partir do momento em que as uvas são esmagadas. De família nobre, as uvas mais utilizadas para o vinho seco são as vitis viníferas, uvas exclusivamente viníferas, que garantem este baixo teor de açúcar.

É importante ressaltar que o vinho, para ser seco, precisa respeitar o máximo de glicose por litro, que é de até 4 gramas. Em sua produção, nenhum açúcar extra é adicionado, apenas os das uvas usadas em sua fermentação.

Vinho seco: Tudo o que você precisa saber sobre!
Créditos: Pixabay

Benefícios do vinho seco à saúde

Por não conter muito açúcar, o vinho seco é um grande aliado da nossa saúde. Isso porque a bebida conta com concentrações significativas de antioxidantes em sua composição. Destacamos alguns dos principais benefícios do vinho seco abaixo.

Capaz de prevenir doenças cardiovasculares

Como citamos nas linhas anteriores, o vinho seco conta com uma ótima quantidade de antioxidantes. Estes inibem a ação de radicais livres que são causadores de diversas doenças, como as cardiovasculares.

O benefício é proporcionado, sobretudo, por uma molécula chamada resveratrol, presente nas sementes das uvas. Essa substância tem o poder de diminuir o colesterol ruim e aumentar o bom, impedindo a formação de gorduras que podem entupir veias e vasos sanguíneos.

Alivia o estresse

Ao contrário do que muitos pensam, não é apenas o álcool presente no vinho que é capaz de proporcionar o relaxamento. Estudos comprovam que a resveratrol também conta com propriedades anti estressantes.

O benefício é possível graças ao bloqueio, feito pela substância, que evita que a enzima causadora do estresse, ansiedade e depressão entre em cena.

Controla o diabetes

Pelo fato de conter um índice menor de glicose, os diabéticos também podem consumir o vinho seco. Além disso, estudos apontam que o consumo do vinho tinto seco, alinhado a uma dieta correta, é capaz de diminuir a resistência à insulina do corpo.

Entretanto, vale lembrar que existe uma quantidade diária ideal para o consumo do vinho. Portanto, mantenha-se apenas em uma taça, ou seja, por volta de 150 ml.

Aposte no vinho seco em sua alimentação

Além da própria apreciação, o vinho tinto seco é uma grande opção para compor os mais diversos pratos. O mesmo é excelente para o preparo de fondues, risotos, ensopados, molhos e, até mesmo sobremesas.

A melhor escolha para compor a refeição na categoria vinho tinto seco é aquela que contenha notas delicadas e frutadas. A escolha irá evitar que o sabor do vinho sobressaia sobre os demais, prejudicando a experiência. Em relação a sobremesas, a opção faz combinação perfeita com chocolates diversos.

Já o vinho branco seco pode ser utilizado exclusivamente com peixes vegetais e frutos do mar. Porém, vale lembrar que o álcool deve ser evaporado antes de incrementar a bebida na receita. Caso contrário o teor alcoólico irá sobressair, prejudicando a experiência do prato. Em relação a doces, a opção faz par perfeito com chocolate branco e tortas.

Vinho seco: Tudo o que você precisa saber sobre!
Créditos: Pixabay

Como apreciar o vinho seco?

Para aqueles que não tem muito costume com o mundo dos vinhos, apreciar o vinho seco pode ser algo um pouco mais difícil, porém não impossível. Para que a bebida seja apreciada corretamente é preciso que a mesma tenha contato com áreas diferentes da boca. Assim, o paladar poderá ser aguçado e as notas características da bebida diminuídas.

Por conta das suas notas marcantes, é possível, logo de cara, identificar um vinho seco. Por isso, é comum que, mesmo provando vinhos secos diferentes, se demore a acostumar com o sabor característico da bebida. Além disso, é importante ressaltar que a temperatura correta do vinho e o seu bom armazenamento influenciam significativamente em uma boa apreciação.

Enfim, agora que você já sabe tudo sobre o processo de fermentação, benefícios e harmonização do vinho seco, que tal escolher uma garrafa para apreciar? Apostamos que a experiência será inesquecível!

Gostou do conteúdo? Compartilhe com aquele amigo que adora beber um bom vinho!

Paulo Carvalho Paulo CarvalhoApreciador de um bom vinho! Com formação em tecnologia, nas horas vagas se dedica a entender e apreciar um bom vinho.

Comentários

Cadastre-se e receba nossas novidades